Assistente técnico da seleção juvenil feminina seleciona talentos na competição

Publicado em: 12/12/2017 09:53
Treinador João Luis Klein, o Juca, assistente técnico da seleção juvenil feminina, no trabalho de avaliação (Créditos: Divulgação/CBV)

Jovens talentos do voleibol brasileiro estarão reunidos em Araxá (MG) entre terça-feira (12.12) e sábado (16.12) dessa semana para a disputa da terceira edição da Taça Potengi de Lucena. O torneio sub-15 feminino reunirá oito seleções: Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. As atletas participantes poderão ser selecionadas pelo treinador João Luis Klein, o Juca, assistente técnico da seleção juvenil feminina, para um trabalho de avaliação.

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) tem como objetivo detectar talentos cada vez mais jovens para modalidade. Atualmente, os treinamentos das seleções começam a partir da categoria infanto-juvenil, para atletas sub-18 no feminino e sub-19 no masculino. Segundo Juca, que trabalha com o treinador Haírton Cabral na seleção juvenil feminina, essas avaliações vão ajudar a descobrir novos talentos do vôlei brasileiro. 

“É um trabalho bem importante. Queremos descobrir os talentos desde cedo e, assim, monitorá-los. Depois vamos leva-los para treinar em Saquarema. A ideia é descobrir esses talentos o mais cedo possível. Analisamos o biotipo e a parte coordenativa de cada atleta. É um trabalho de prospecção de talentos. Na Taça Potengi teremos um universo grande de jogadoras e será muito positivo fazer essa avaliação”, disse Juca. 

A gerente de seleções da CBV, Julia Silva, comentou sobre a importância das avaliações para o futuro do voleibol brasileiro. 

“Selecionamos as 20 melhores atletas das oito equipes da Taça Sami na semana passada e, a partir desta terça-feira, vamos fazer o mesmo com o feminino na Taça Potengi. Precisamos descobrir esses talentos mais cedo e espero colhermos o resultado desse trabalho no futuro”, finalizou Júlia. 

Avaliação já foi feita na Taça Sami Mehlinsky

Dos 96 atletas que disputaram a Taça Sami Mehlinsky, 20 foram selecionados pelo assistente técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Marcelo Fronckowiak, que esteve presente no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), até a última sexta-feira (08.12). A partir de agora, os garotos estarão no radar da comissão técnica e serão chamados para treinamentos entre os dias 24 de janeiro e 7 de fevereiro do próximo ano, visando futura convocação para seleção brasileira. 

Foram selecionados os atletas: Andreas Rafael Schuch, Davi Bertuol, Luciano Adriano dos Santos e Nicolas Capretti Schosler, da Federação Gaúcha de Volleyball; Adriano Fernandes Procópio Xavier Cavalcante, Gabriel de Miranda Vargas Vilaça, Henrique Ferreira Meireles Guimarães e José Geraldo Pereira Anselmo, da Federação Mineira;   João Vitor Rosa Adriano, atleta da Federação Paranaense; Guilherme Sabino Alexandre, Gustavo André Orlando, Henry Keiti Otu, João Victor Murer da Silva Leite e Leonardo Henrique Souza de Andrade, da Federação Paulista, e Andrey Bastos de Medina, Darlan Ferreira Souza, Felipe Caputi Varela, Lucas Kuciak Fontanella, Rafael Foster da Paz e Vitor Alves Ramos, da Federação de Volleyball do Estado do Rio de Janeiro. 

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais