Jovens atletas relatam experiência única em participar do CBS em Saquarema

Publicado em: 21/03/2017 12:54
Casa do voleibol brasileiro inspira jovens atletas (Créditos: MPIX/CBV)

Participar do Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS) é uma experiência única para os jovens atletas que sonham em se tornar profissionais do voleibol brasileiro. E a estrutura recebida no Centro de Desenvolvimento de Vôlei (CDV) em Saquarema é diferente de qualquer outra no mundo.

A inspiração para os jovens começa ao acordar com o forte barulho das ondas do mar, vizinho do CDV. Os campeões mundiais e olímpicos dão nome aos alojamentos e para onde olham, os jogadores se deparam com fotos e pôsteres dos seus ídolos.

Com 108 mil metros quadrados, 76 suítes divididos em 53 triplos, 2 alojamentos, 15 quartos quádruplos e 6 Duplos, refeitório, academia de musculação, áreas de lazer, área de imprensa e quatro quadras profissionais para treinamentos e jogos oficiais, o CDV oferece uma estrutura que os participantes do CBS, muitas vezes não estão acostumados a encontrar em suas cidades.

Jordhanna Ribeiro e Shara da Silva da seleção de Goiás estão no quarto que leva o nome de Ricardinho. Para elas jogar o CBS no CDV é a confirmação de que estão no caminho certo.

“Jogar e treinar aqui não tem comparação, a estrutura é demais”, diz Shara, “você se sente especial jogando no mesmo lugar que os nossos ídolos jogam e treinam”, completa Jordhanna.

O diretor da competição, Edivaldo Pereira Biguá, que acompanha o campeonato, exalta a importância da interação e da amizade entre os atletas de diferentes estados no CBS.

“O objetivo maior é esse, a aproximação, o congraçamento, a convivência, o aprendizado, as culturas completamente diferentes e no fim da competição sempre há uma confraternização entre todos, jogadores, técnicos, árbitros”, afirma Biguá.

Para ele a estrutura disponível para as seleções no CDV é fundamental na formação e na motivação dos jovens jogadores.

“O mais importante é que essa garotada que joga aqui veja as fotos dos ídolos espalhadas pelo CDV e, que isso sirva de motivação para eles e que eles se espelhem nisso”.

O delegado técnico da CBV, Afrânio Aurélio, destaca a importância de propiciar para as futuras gerações do voleibol brasileiro, a mesma estrutura que as seleções Brasileira Feminina e Masculina recebem.

“A CBV proporciona a mesma qualidade de competição, acomodação, alimentação e transporte para todas as categorias de seleções, porque esse é o futuro do voleibol. Se não houver esse trabalho de base, lá na frente isso pode afetar a categoria profissional, adulta. Então o objetivo é dar condições às equipes de todos os estados”.  

Para Ellen Costa da seleção do Maranhão o nível da competição é muito maior do que os campeonatos escolares que já disputou. Pela primeira vez no CBS, ela diz que está se surpreendendo a cada dia.

“Eu acho que um campeonato como esse nos ajuda a ter um conhecimento mais avançado do vôlei, você ganha experiência e conhece novas pessoas. Estou muito feliz por participar’”.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais